Vika Viante te leva a questionar o que você realmente oferece ao seu cliente

Foto: Redd Angelo

Conforme o tempo passa, mais claro fica para nós fotógrafos o quão importante é a reação do cliente quando recebe um trabalho finalizado. Falando francamente essa é de fato a adrenalina que nos move. O constante sentimento de “será que eles vão gostar?” é o combustível da nossa profissão. Indo um pouco mais longe no raciocínio, venho questionar a vocês o lado poético do business que é o questionamento de “o que é de fato que nós vendemos?” ou pelo menos “o que é que buscamos vender?”.

Jeremy-Cai

Foto: Jeremy Cai

Pense naquela marca de chocolate que deixou de vender apenas chocolate e passou abordar o seu produto como um presente, aquele cigarro do cowboy que parecia conter um “maço de liberdade” dentro da embalagem,  ou talvez o café que passou a ter o “cheirinho da casa da gente”. Ta ficando mais claro né?

Annie-Spratt

Foto: Annie Spratt

Recentemente fotografei um ensaio sensual e minha cliente ficou muitíssimo feliz. Uma mãe de dois filhos, de trinta e tantos anos que no fundo não acreditava que podia se dar ao luxo de pousar daquela maneira e se sentir linda. Ao questionar a ela o que o marido havia achado ela me disse “Vish, deu briga lá em casa, mas o que importa é que eu estou muito feliz!”. Para concluir eu pergunto a vocês: se uma cliente dessas já soubesse de antemão qual seria o resultado do meu trabalho ela se importaria de pagar duas, três ou quatro vezes mais? É claro que não, pois o que ela está comprando não é um produto ou um serviço e sim uma sensação, uma emoção ou algum outro sentimento que não se paga.

Entendeu? Agora comece a pensar o que realmente você gostaria de vender!

Solicite orçamento

Entre em contato e logo retornaremos sua solicitação.

Marcus-Dall-Coll-1024x591Julian-Santa-Ana-1024x682